Banalidades · Cotidiano · Metalinguagem

Sumi

 Mas eu juro que não abandonei o blog. Não, não foi falta de criatividade. Nem de assunto. Acreditem se quiserem, mas eu tinha muita coisa pra falar – é só olhar minha caixa de rascunhos, que está lotada.

Muita coisa aconteceu nesse tempo. E, principalmente, muita coisa que eu queria dividir e falar sobre. Mas, na hora de escrever, simplesmente não saiu.

Tentei escrever sobre Ano Novo e as promessas que eu faço e nunca cumpro – aliás, sintam o orgulho: me controlei e não fiz nenhuma resolução esse ano, sabendo que não vou me esforçar para alcançá-la. Comecei também a escrever sobre a Lisbeth Salander, personagem dos livros da trilogia Millenium – que, aliás, vai sair filme esse ano – que simplesmente me encantou. Acho que vou até retomar esse assunto quando essa “maré” terminar.

Engraçado é que eu cheguei a começar a escrever. Como já falei no primeiro post, começar sempre foi a grande parte dos meus problemas. Curiosamente, ultimamente tem sido terminar. O que é estranho vindo de mim, já que eu sempre fui daquelas que quando começa algo não sossega até acabar e que fica irritada com pessoas que fazem tudo pela metade. Imaginem então como eu estou irritada comigo mesma.

E as coisas não se resumiram ao blog. Foram pra faculdade também. Alternei o portfólio com os estudos pras recuperações e vivi a sufocante sensação de terminar os dois na véspera.

O jeito agora é tentar fazer tudo voltar ao normal.

Acho que considero esse post – terminado – uma vitória.

Anúncios

2 comentários em “Sumi

  1. Sobre os filmes da Trillogia Millenium, já saíram os três. Não no Brasil, obviamente, mas já tem por aí pra baixar. São bem bons, by the way, nada de decepção com adaptações. O terceiro tem algumas modificações quanto ao livro, mas não afetam em nada e mesmo mudando, a história se manteve sólida.

    1. sim, eu ouvi falar desses filmes (: me referi aos que sairiam ao brasil, por serem mais “acessíveis”. sobre os 3 que já sairam, vi muitos comentários controversos, também. todos falaram da fidelidade à história, e grande parte das críticas falaram da personalidade dos personagens e na abordagem da relação lisbeth/mikael, que foi muito diferente do que era pra ter sido. resolvi ver as duas versões na mesma época a título de comparação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s