Cotidiano · Reflexões

Nem bela, nem recatada, nem do lar.

Tudo bem, Marcela (posso te chamar assim, pelo nome?). Não tem problema nenhum você ser bonita, nem ser recatada e muito menos em ser dona de casa. Se foi o que você escolheu, se você se sente feliz assim, está tudo bem. Não tem nada errado no fato do seu marido ter sido seu primeiro namorado. Nem no seu curriculum ser pequeno. Nem em preferir vestidos no joelho. Nem em ter nascido “loiríssima e de olhos azuis”.

Mas, sabe, Marcela, ao contrário da imagem que você passa – ou melhor, a mídia passa de você, mas quem sou eu para julgar se é verdade? -, eu nunca quis ser lembrada como, assim… bela, recatada e do lar. E isso também não tem problema nenhum.

Deixa eu te contar uma coisa. Quando eu era mais nova, enquanto o programa preferido das meninas da minha idade era Chiquititas, eu adorava chegar em casa da escola para assistir Cavaleiros do Zodíaco e Speed Racer. E isso não me fazia menos “menina” que nenhuma delas. Nem a minha coleção de história em quadrinhos do X-Men, a mesma que fez uma amiga minha questionar, há algumas semanas, se eu tinha nascido com a cabeça de menino. Mas eu não culpo. Afinal, muita gente ainda não sabe diferenciar os conceitos de “identidade de gênero”, “opção sexual”, “gostos pessoais” e “caráter”, você não concorda?

Outra coisa é que eu nunca quis ser dona de casa. Mas não te julgo. Minha mãe deixou de trabalhar por causa dos filhos porque achou que era o certo. Algo que eu, pessoalmente, nunca faria. O que não quer dizer necessariamente que eu não queira me casar e ter filhos, vá abrir mão da minha licença maternidade ou vá deixar de criá-los da maneira que eu ache mais adequada. Mas meu grande sonho sempre foi estudar e ser reconhecida pelo meu trabalho, muito mais do que ser mãe. E nada disso torna uma de nós uma pessoa pior que a outra, ou melhor que qualquer outra mulher que teve decisões diferentes das nossas na vida.

 

crazyMas, pensando bem, talvez eu devesse aprender com você e arrumar mais tempo para cuidar de mim mesma. Nessa corria louca, a gente acaba deixando de lado alguns cuidados e, às vezes, resumo meu processo de beleza em passar protetor solar de manhã, antes de sair de casa – e olha lá. Talvez eu não vá envelhecer com uma pele tão bonita quanto a sua, mas o que importa é ambas estarmos satisfeitas com a nossa aparência, não é? Assim como com o que vestimos. Particularmente, prefiro saias curtas. Acho que elas deixam minhas pernas mais longas e ter pernas curtas é algo que por muito tempo me incomodou. Isso quando uso saia. Pessoalmente, eu prefiro ficar mais à vontade e usar aquela famosa combinação de camiseta + jeans + tênis. Fico mais confortável em não ter que me preocupar aonde ou como vou sentar, porque a verdade é que eu sou bem espalhafatosa, por dizer. Falo alto e com as mãos, rio escandalosamente, falo palavrão, faço careta quando gosto ou não gosto, me lambuzo quando como um sanduíche… É o meu jeitinho, sabe?

É… Acho que nós duas somos bem diferentes.

Mas você vê, Marcela? Não há nada de errado com nenhuma de nós. O que está errado são as pessoas que nos julgam, que dizem por aí que somente uma de nós está certa. O que está errado é uma sociedade que impõe um padrão do que as pessoas devem ser. Uma mídia, que dotada de toda sua influência, propaga esse padrão. Que deixa claro que o casal perfeito é composto por uma mulher que casou com o homem de seu primeiro beijo e um homem que, tudo bem, teve outras mulheres, mas que agora ama sua esposa bela, recatada e “do lar”. Mas isso não é sua culpa, tampouco minha.

Está tudo bem, Marcela. Com nós duas. Com todas nós.

Anúncios

Um comentário em “Nem bela, nem recatada, nem do lar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s